Veja como realizar pagamento pelo Pix: escolha sua forma ideal

Clique no ícone para atualizar

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Hoje em dia, muitos brasileiros conhecem a utilidade de realizar pagamento pelo pix, esse meio criado pelo banco central para facilitar pagamentos e transferências bancárias.

O pix é conhecido por ser um método de transferência instantâneo, pois uma transação que poderia levar de 1 a 2 dias úteis através do TED, pode ser feita em 5 segundos através do pix. 

Mas, apesar de ser um método indispensável para diversos brasileiros, ainda há aqueles que não conseguiram aprender a utilizar essa ferramenta simples e intuitiva. Se você ainda não sabe, veja agora como fazer pagamento pelo pix.

Pagamento com QR Code

Essa forma é muito utilizada por estabelecimentos e sites. Para pagar através do QR Code basta seguir os seguintes passos:

  1. Abrir o aplicativo de seu banco ou plataforma de pagamentos;
  2. Acessar a função pix;
  3. Selecionar a função “QR Code”;
  4. Apontar a câmera para o código em questão;
  5. Checar todos os dados e o valor;
  6. E enfim, pagar.

Por ser a forma rápida, que não exige passar nenhuma chave ao pagador, muitos estabelecimentos adotam essa prática, o que facilita assim o pagamento do cliente. 

Pagamento com QR Code
pagamentos via Qrcode. Fonte/Reprodução: original.

Lojas virtuais também aderem a esse método para agilizar o processo de compra. Para efetuar o pagamento o cliente pode apontar o celular para a tela do computador e pagar através do QR Code gerado pelo site.

Pix: Copia e Cola

Essa forma é utilizada predominantemente por aplicativos e lojas virtuais, mas também pode ser utilizado pelos usuários. Trata-se de um grande código gerado no momento em que será efetuado o pagamento.

Como o nome já diz, o código deve ser copiado pelo pagante e colado na sessão de “Cópia e cola” da área pix. O código já carrega consigo a conta de destino e o valor, é só colar e pagar.

Pagamento pela chave

Esse é o método mais utilizado pelas pessoas comuns, e existem 4 dados que podem ser cadastrados e utilizados como chave.

  • Celular: O número do celular pode ser utilizado como chave, a mais simples e prática, afinal todos lembramos de cabeça nossos números;
  • E-mail: outra forma simples e prática. O email é uma boa opção para quem não deseja divulgar o número de celular para qualquer um;
  • CPF/CNPJ: Essa chave é um pouco mais arriscada, visto que na hora do pagamento você terá que divulgar seu CPF ou CNPJ;
  • Chave aleatória: como o nome já sugere, se trata de um código formado por caracteres aleatórios. Diferente do “Copia e cola”, a chave aleatória não expira, além de poder ser reutilizada diversa outras vezes.

Agendamento de pagamento Pix

Em alguns bancos e plataformas de pagamento, como o Picpay, é possível agendar um pix para ser pago em um dia específico. Esse processo também é bem simples e intuitivo, basta se atentar na data de pagamento no momento em que for efetuar o pix.

Em alguns aplicativos banking é possível efetuar o agendamento apenas com a substituição da opção de pagar instantaneamente pela data pretendida.

É possível agendar uma cobrança?

Por enquanto não, o agendamento é utilizado apenas para pagamentos. Cobranças ainda devem ser feitas manualmente, entretanto, algumas instituições já estudam uma forma de implementar o método.

Saber como realizar pagamento pelo Pix é indispensável para nossa atual situação econômica. As pessoas estão gradativamente abandonando o dinheiro físico e utilizando com maior frequência seus cartões. Além disso, com a pandemia o dinheiro se tornou um grande agente de contaminação, então, uma forma de efetuar pagamentos sem a utilização de uma moeda física se tornou essencial.

Gerador de QR Code

Jeito fácil e rápido para gerar QR Code a partir de Texto ou URL, você pode baixar o código e compartilhar, facilitando o acesso a informação que deseja mostrar.